Mas eu lhe peço desculpas, meu bem. Me perdoe. Mesmo que tudo esteja á beira de acabar, esse é o meu pedido. Pois eu sei o que fiz, o que disse e como sou. No tempo que tivemos, talvez não soubesse aproveitar da forma que deveria. E se tudo acabar, além das saudades, em mim haverá arrependimento por ter deixado meu “eu” atrapalhar, eu quis tanta coisa, e acabei não valorizando você. Como diz aquela canção do Ringo, nada vem fácil. A chuva não cai sem que tenha antes uma transformação. Nada se compra sem antes pagar. Nada é certo se o errado ainda não existe. Eu sei que sou mínima, feito pó. Não consigo segurar nada na minha mão, nem que estiver preso. As lembranças me acompanham na caminhada, mas mesmo indo em frente, me sinto fixa em apenas um lugar. E me parece que esse tal lugar tem nome, apelido e sobrenome. Mas prefiro tratá-lo apenas de meu amor. Desencaixado, deixado de lado, solitário, que faltou atenção. Não foi minha intenção deixar o tempo passar desesperadamente e acabar assim. Eu queria aproveitar, mas eu queria descuidar também. Minha mente nunca foi muito certa, todos sabem. Nem a minha mente, nem a minha alma, e muito menos o meu coração. Me entupi de café e me sufoca de saudades a cada gole foi o que me restou. Nem livros consigo ler direito agora, porque a cada página, a cada nome, a culpa pesa ali em mim, e eu tento escapar fechando tudo. Até caminho um pouco para fugir, mas sempre encontro aquilo que deveria estar procurando. Mas a lembrança se abre como uma flor, no seu momento mais bonito, e eu me deixo sem razão por um instante, apenas para admirar. Esse é meu problema, aprendi com a vida a ser muito racional e não viver de emoção e de entrega. Aprendi que esse sentimento afoito é apenas uma enganação do seu ser com sigo mesmo, é como um disfarce que seu coração faz para te distrair do real. Mas do que adianta toda essa filosofia se quem eu quero já não está mais aqui? Eu deixei escapar pelas minhas mãos o amor, pois vivi um amor de regras e jogos. Depois que você se foi, ando pensativa até demais, mas chego á conclusão que o amor não é jogo e muito menos tem regras. Talvez a única regra seja: viva o amor, porque ele que move o mundo. Deixe a razão viver minha vida e esqueci do meu coração, esqueci de você. Sinto muito se não fui quem eu devia ser contigo. Eu sei que devia te dizer que te amo todos os dias enquanto estava aqui, porque agora a única coisa digo é que eu realmente perdi o meu amor, o meu pequeno amor que me acordou para vida. Saiba que você foi o meu remédio, a visto que sem você não saberia o que é emoção e muito menos amor de verdade. Por isso pequeno, sinto muito se não te amei da forma certa, mas hoje te amo da forma mais pura.
By: Heloisa, Rebeca, Isabele and Marcela written in imperfeita-s.


Pode brigar comigo. Desligar o telefone na minha cara. Não me procurar durantes dias. E me fazer morrer de saudade em todos eles. Pode desmarcar ou não aparecer no nosso encontro. Não atender minhas ligações. Ignorar minhas mensagens. Pode reclamar se eu cobrar demais a tua atenção. Pode ficar chateado se eu sentir algum ciúme bobo de alguma das tuas amigas. Reclamar das minhas manias. Da minha risada alta. Do meu grude. Da minha insistência. Pode dizer que não me quer mais. Que quer espaço. Que tá cansado. Que passou pela tua cabeça desistir. Pode me mandar embora. Ou ir embora. Mas, volta? Volta sempre. Diz que nunca desistiria de nós. Ou que por mais que você tente, não consegue. Porque sabe que sou eu o teu amor. Volta. Volta de surpresa, quando eu menos esperar. Volta naquela mensagem de madrugada que eu só vou ler pela manhã. Volta naquela ligação durante a noite, enquanto eu penso em você, sentindo sua falta. Volta. Da forma que você quiser. Fica longe por algum tempo se precisar. Mas depois, vem para perto. E fica sempre.
Plenitude.


Entenda que mulher que ama é uma dama repleta de dramas. Mulher é o tipo de bicho esquisito, luta pra ter, mas se não der o devido valor ela até faz manha, mas acaba saindo de cabeça erguida sem se sentir culpada. Pois acontece que ela pra inicio de conversa quando cansa não desiste de primeira, tenta contornar, reconquistar, dar doce, paga caro pra ter tua atenção, mas não adianta isso virar um circulo vicioso, de que quando tu quer ela tá ai, e quando tu não quer faz ela desaparecer, mas no final ela vai te deixar plantado, e não adianta querer voltar, porque quando o jogo já acabou com mulher não tem essa de acréscimos, pois quando ela vai é porque acabou já dando chances demais. Uma mulher quando ama não é só carne, é sentimento, e é isso que ela demonstra, é por isso que ela quer ser lembrada. Como todas as outras pessoas, a mulher só quer deixar sua marca no mundo, ela quer estar na mente de todos, ser relembrada sempre. Mulher tem um jeito estranho de conseguir as coisas que quer, chega a ser um mistério até para elas mesmas, mulher tem uma lábia que encanta a todos que ouvem e não há quem resista aos desejos de uma mulher. Mulher sofre claro, passa dias, semanas, até meses presa a um nome que já se foi, ela demora pra superar, mas quando supera, não há pra ninguém. Ela põe um salto que tava guardado há tempos no guarda roupa, põe aquele vestido acima do joelho, daqueles que da pra contar quantas vezes foi usado, passa um batom vermelho e vai dançar, e a cada música que ela dança é um passo que dá para superar tudo que “ele” a fez sofrer. Mulher é bicho estranho, tem suas fases e suas manhas, quer entender entende, não quer? Saí fora! É assim, mulher é assim! Com mulher não tem meio termo, ou é 8 ou 80, não tem quarenta, nem setenta, ela pode até lutar pra conseguir chegar no máximo, mas se não tem colaboração meu caro, tem é perda, e não é dela não! Mulher pode até sofrer um bocado e chorar um rio de lágrimas quando desiste ou algo da errado, mas passa, e quando passa, ninguém a segura. Cada mulher tem seu jeito e sua forma de encantar e hipnotizar qualquer um que seja. Todas tem um brilho no olhar e um sorriso cativante. E acredite, se tu não tratar a mulher que escolheu pra ser tua com maestria, meu caro, sinto lhe dizer, mas tu vai a perder. Ainda temos que aguentar alguns homens reclamando de mulher, não soube da valor, e ainda fica de tititi, olha meu amigo, se situe e seu devido lugar e avalie as coisas que fez, e que não fez. Aproveite muito se tiver o amor de uma mulher ”em suas mãos” e faça bom proveito, saiba tratá-lo e administrar isso muito bem, porque não deve ser uma coisa boa olhar para o passado, e lembrar que já teve uma das melhores mulheres na vida e não deu o mínimo valor.
Se ela te ignorou é porque tu já eras, cara - By: Paula, Isabelle, Ana Laura and Samara written in imperfeita-s.

São só lágrimas, meu caro. É apenas o suor dos olhos.
A Escritora de Bar. 


Sou uma granada, um dia vou explodir e destruir tudo ao meu redor
Hazel Grace


Hoje eu fui a nossa praia preferida, ela estava vazia como sempre. Deu saudade de você e resolvi sair andando por aí pra ver se te encontrava, mas como sempre eu não te encontro nessas ruas por aí. E me deu vontade de voltar lá no lugar onde tivemos os nossos melhores momentos, onde você me fez as promessas, eu ainda lembro de tudo, parece que foi ontem que eu te escutei falar baixinho no meu ouvido que me amava que iria fazer de tudo pra não me perder. E hoje, estou aqui deitada nessa praia, do mesmo jeito que ficávamos, só que hoje olho para o lado e não te vejo com os olhos fechados, só vejo a solidão perto de mim, vejo aqueles teus vultos e fico te imaginando ao meu lado, querendo ter novamente os nossos momentos. Agora ao invés de estarmos juntos para que tenhamos lembranças boas, eu apenas revivo as velhas, aquelas que só intensificam tua falta. Nessa praia tivemos tantos momentos felizes, nossa, como eu queria te ter aqui pra contarmos contagem regressiva para o pôr do sol. Ainda lembro daquela vez, era inverno, e estávamos aqui na praia, e você disse que iria provar o teu amor por mim se jogando nas águas geladas no mar; e não é que se jogou mesmo? Mas então me explica o porquê de não estamos aqui juntinhos, abraçados, admirando o pôr do sol. Até parece que se jogou no mar e não voltou mais. Cada dia que vai se perdendo, eu percebo o quão maravilhoso era aqueles momentos que só você proporcionava. Você tinha a capacidade de me fazer sorrir de uma forma única, de me pegar de jeito, de me chamar de amor, de… De dizer que me ama. Hoje, me pego imaginando se ainda estivéssemos juntos estaríamos aqui novamente, só pra relembrar. Ou quem sabe, só pra brigar quando já não tínhamos mais nada pra dizer um ao outro. Confesso que dói pra caralho chegar aqui, deitar na areia, e sentir a brisa do mar em meu corpo, e não sentir você. Sinto falta de quando nos amávamos aqui sobre os olhos da lua, do teu corpo quente na frieza da noite. É, você me ensinou tudo bem direitinho, inclusive à te amar. Só não me ensinou a esquecer você, o meu amor. Você me mostrou um novo caminho para seguir, um caminho a dois, mas acabou me deixando aqui, na nossa praia, no nosso porto seguro sem estar ao meu lado. Você me ensinou tudo, menos a voltar a seguir um caminho só. E na tentativa falha de te reencontrar eu me encontro aqui, novamente sozinha, na nossa praia. No lugar onde tivemos nossas promessas mais intensas e verdadeiras. No lugar onde nós nos amávamos da forma mais apaixonada o possível, em uma maneira de nos tornarmos um só, de juntar nossos corpos na mais profunda e amada forma possível no mundo, mas no final das contas, acabamos apenas voltando a sermos só.
Escrito por AndrezaPaula, Amanda N. e Ana Laura em Julieta-s.

(c)